Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva emitiram nota nesta sexta-feira (19) explicitando as fragilidades contidas em supostas declarações do empresário Joesley Batista, divulgadas recentemente na imprensa. O principal ponto destacado pela Defesa é que tais declarações tratam sempre de de falas ouvidas de terceiros pelo declarante. Leia a nota abaixo: 
 

"Verifica-se nos próprios trechos vazados à imprensa que as afirmações de Joesley Batista em relação a Lula não decorrem de qualquer contato com o ex-Presidente, mas sim de supostos diálogos com terceiros, que sequer foram comprovados.
 
A verdade é que a vida de Lula e de seus familiares foi - ilegalmente - devassada pela  Operação Lava Jato. Todos os sigilos - bancário, fiscal e contábil - foram levantados e nenhum valor ilícito foi encontrado, evidenciando que Lula é inocente. Sua inocência também foi confirmada pelo depoimento de mais de uma centena de testemunhas já ouvidas - com o compromisso de dizer a verdade - que jamais confirmaram qualquer acusação contra o ex-Presidente.
 
A referência ao nome de Lula nesse cenário confirma denúncia já feita pela imprensa de que delações premiadas somente são aceitas pelo Ministério Público se fizerem referência - ainda que frivolamente - ao nome do ex-Presidente.
 
Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira"

Voltar para o topo