Foto: Ricardo Stuckert

"Eu tenho que acordar e levantar todo dia e agradecer a Deus por fazer com que um nordestino saído do sertão de Pernambuco virasse metalúrgico e conseguisse chegar a Presidência desse país", disse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao iniciar seu discurso na cidade de Montes Claros na noite desta sexta-feira (27), em que Lula completa 72 anos. 

Ao lado da presidenta eleita Dilma Rousseff, Lula celebrou mais um ano de vida como não poderia deixar de ser: cercado pelo povo. E agradeceu. "Quando eu tinha 30 anos não imaginava que fosse conseguir viver o mesmo tempo que minha mãe viveu e hoje me dou conta que aos 72 anos já vivi mais do que ela. Deus foi muito generoso comigo", disse.

Lula relembrou sua trajetória política e o longo caminho que o levou à presidência. "Eu só sou o que sou por causa de vocês. É a evolução da compreensão política de vocês que me fez chegar onde cheguei", afirmou. Lula confessou que sentiu medo ao ser eleito em 2002. "Nunca fiquei com tanto medo quanto no dia em que ganhei as eleições. Me deu dor de barriga. A gente não podia errar, porque se a gente errasse nunca mais iam deixar um trabalhador chegar na Presidência".

O receio de Lula, no entanto, se converteu em fé para ajudar a construir um Brasil para todos. "Deus foi mais generoso ainda quando ele fez com que o povo trabalhador deixasse de ser cidadão de segunda classe e passasse a ser o sujeito da História", disse o ex-presidente, ao relembrar as conquistas sociais alcançadas durante seu governo.

A calorosa noite mineira foi encerrada com um bolo e um coro de parabéns, enquanto Lula assoprava as velas e fazia um desejo.

Lula por Minas Gerais

Mais cedo, Lula visitou o complexo industrial da Coteminas, ao lado do empresário Josué Alencar, filho de seu vice-presidente José Alencar. Neste sábado (28), a caravana parte para as cidades de Bocaiuva e Diamantina.
 

Voltar para o topo