Foto: Ricardo Stuckert

"Esse país não estava acostumado a ver empregada doméstica ser tratada com respeito. A ver pessoas mais humildes andando de avião. A ver o nordestino trocar jegue por motocicleta. A elite brasileira não estava acostumada a ver o filho do trabalhador se tornar engenheiro", disse nesta quinta-feira (7) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante um ato que lotou a praça Rui Barbosa, na cidade de Nova Iguaçu (RJ). 

Durante o evento, o ex-presidente foi homenageado pela população e recebeu o título de cidadão honorário da cidade, em agradecimento aos avanços na Baixada Fluminense durante seu governo. "Eu tenho consciência que eu fui o presidente que mais investiu em obras de saneamento básico no Rio de Janeiro. Estou triste com o que está acontecendo aqui, esse estado não merece o que está acontecendo".

No quarto e penúltimo dia da caravana Lula Pelo Brasil, o ex-presidente falou sobre o desmonte da indústria naval brasileira e criticou a entrega de uma riqueza nacional tão importante como o Pré-Sal às multinacionais. "Eles estão entregando tudo a preço de nada para os gringos explorarem nosso petróleo. Mais grave: estão vendendo mais de 20 mil km de oleodutos que fizemos para indústrias estrangeiras", disse Lula.

Para ver todas as fotos da caravana em alta resolução, acesse o Flickr do Instituto Lula

Sobre a Lava Jato, o ex-presidente ressaltou que é a favor da operação, mas discorda da maneira como ela é conduzida. "Acho que tem que haver investigação e quem roubou tem que ser preso. Minha divergência com a Lava Jato é que quem roubou fica solto e a empresa quebra, penalizando os trabalhadores", observou Lula, que citou ainda o episódio de perseguição de quando sua casa foi revistada. "Foram na minha casa, viraram colchão, abriram televisão, exaustor. Acharam que iam achar dinheiro, ouro, joias. Não acharam nada, a única joia que acharam foi a joia de caráter", completou.

Veja como foi o ato em Nova Iguaçu:

Lula Pelo Rio de Janeiro

Nesta sexta-feira (8), a caravana de Lula segue pela Baixada Fluminense, onde o ex-presidente visita o campus de Nova Iguaçu da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. À noite, na capital carioca, Lula participa de um encontro com intelectuais e um ato em defesa da educação e das universidades públicas, na concha acústica da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). 

Voltar para o topo