A transposição do Rio São Francisco já é realidade e vai ajudar a melhorar a vida de 12 milhões de habitantes de vários municípios do Semiárido Nordestino. 

Desde a época do Império tenta-se fazer a transposição do rio São Francisco. Até que um retirante nordestino que sofreu na pele as agruras da seca resolveu mudar essa realidade.

Lula teve a coragem de começar a transposição do Rio São Francisco, um dos maiores empreendimentos de infraestrutura hídrica do planeta, e Dilma Rousseff continuou as obras e agora o sertão começa a virar mar.

No município de Floresta, em Pernambuco, a água já está fluindo e vai chegar a quem mais precisa:  


"Um sonho começa a se concretizar." Diversas cidades do sertão nordestino começam a receber a tão sonhada água da transposição do Rio São Francisco. Neste vídeo, vemos uma barragem de contenção na cidade de Custódia, em Pernambuco, que já está cheia e pronta para irrigar o sertão:

Este cidadão cearense também fez questão de mostrar (e filmar) as águas da mudança chegando ao sertão: 

Em sua última passagem pelo empreendimento como presidente, em dezembro de 2010, Lula afirmou: “O sertão nunca mais voltará a ser motivo de estudos sociais para medir a fome e a miséria. O sertão vai fazer parte do Brasil desenvolvido”. E assim está sendo. 

Para saber mais sobre um dos maiores empreedimentos de infraestrutura hídrica do planeta, acesse o site do Brasil da Mudança

Voltar para o topo