Foto: Heinrich Aikawa/Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi homenageado, na tarde desta terça-feira (15) pela Câmara de Comércio Dinamarquês-Brasileira. A entidade, que conta com cerca de 100 filiados, entregou um certificado, uma medalha e uma estátua ao ex-presidente por suas significativas e excepcionais contribuições para a justiça e a igualdade.

Para baixar fotos em alta resolução, visite o Picasa do Instituto Lula.

O Cônsul Geral da Noruega e presidente da Câmara de Comércio Dinamarquês-Brasileira, Jens Olesen, explicitou a admiração dos dinamarqueses pelo ex-presidente e lembrou as visitas de Lula ao país, como em 2009, quando esteve em Copenhague defendendo a candidatura do Rio de Janeiro a sede das Olimpíadas de 2016.

Lula lembrou que sua relação com a Dinamarca vem de muito longe, já que mesmo quando operário já trabalhava com peças de máquinas de origem dinamarquesa. Ainda como sindicalista, o ex-presidente visitou o país, cujo movimento sindical demonstrou grande solidariedade com os metalúrgicos brasileiros. Já no governo, Lula foi o primeiro presidente brasileiro a fazer uma visita oficial à Escandinávia, em 2007.

Questionado sobre as perspectivas futuras do Brasil, Lula assegurou que "há poucos países no mundo que oferecem a garantia de investimento que o Brasil tem hoje". Ele lembrou os avanços feitos no país, como o aumento do número de universitários, o controle da inflação e a responsabilidade fiscal, com garantia de superávit primário. Falou também das boas perspectivas de futuro, que estão garantidas com o pré-sal e os novos investimentos em infra-estrutura, como ferrovias, rodovias e hidrelétricas.

Voltar para o topo