Foto: Divulgação / TRT World

O ex-presiente Luiz Inácio Lula da Silva deu entrevista à emissora TRT World, da Turquia, e falou sobre a importância da sociedade escolher novamente o presidente da República pelas eleições diretas, comentou sobre o golpe parlamentar no Brasil e criticou o comportamento da mídia no país. 

Durante a entrevista, Lula lembrou das políticas públicas realizadas nos últimos 13 anos pelos governos do PT e afirmou que é possível recuperar a autoestima do brasileiro e jogar fora o "complexo de vira-lata". "O Brasil era cheio de esperança. Precisamos voltar à normalidade. Temos que mostrar para a população que é possível outro caminho. Tenho certeza que é possível consertar o país. Nós já provamos", diz.  

Lula chamou o processo de impeachment de golpe parlamentar e lembrou que a presidenta Dilma Rousseff não cometeu nenhum crime de responsabilidade. "O golpe parlamentar é uma vergonha para o Brasil. A maioria conservadora do Congresso Nacional queria tirar o PT do governo". 

Sobre a perseguição jurídica e midiática que vem sofrendo, Lula afirma que tem consciência que querem apenas criminalizar o que foi realizado durante seu governo. "Estão fazendo um espetáculo de pirotecnia, acusando sem provas. Eu só tenho que dizer a verdade. E eles precisam provar. A minha crítica é sobre a quantidade de mentiras que eles contam todos os dias", afirma. 

Para Lula, a melhor solução agora é recuperar o direito do povo escolher o presidente da República outra vez pelo voto direito. "O Brasil não pode ficar em 2017 na situacão que está, com o presidente rejeitado como Temer é. Não haverá solução para o Brasil se não houver um governo que tenha credibilidade. É preciso encontrar a solução. E a melhor solução é recuperar o direito do povo escolher o presidente pelo voto direto". 

Confira a entrevista na íntegra: 

Voltar para o topo