Foto: Agência Brasil

O empresário Luiz Fernando Furlan, ex-ministro do Desenvolvimento de Lula entre 2003 e 2007 e atualmente presidente do grupo Lide, de propriedade de João Dória, depôs hoje (10) por videoconferência ao juiz Sérgio Moro em Curitiba. Furlan é testemunha de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo que acusa Lula de ter recebido um apartamento no Guarujá como uma suposta propina.

Luiz Fernando Furlan ocupava um cargo que o colocava em constante contato com empresas nacionais e internacionais. Em seu depoimento, afirmou ter participado de 126 missões ao exterior. Cerca de 15 delas tiveram a presença do então presidente Lula. Os objetivos dessas viagens eram a retomada de desenvolvimento econômico e a ampliação da participação de empresas brasileiras no exterior. Furlan disse jamais ter identificado qualquer conduta indevida do presidente Lula em sua relação com os empresários. Disse ainda que a atuação que testemunhou de Lula foi favorável ao Brasil.

Voltar para o topo