Não é apenas o ex-presidente Lula que, há mais de 30 anos, é vítima de toda sorte de boatos e mentiras covardes. Dona Marisa Letícia, que jamais exerceu um cargo público mas que sempre emprestou sua força e sua coragem para causas de interesse do povo brasileiro, também é atingida pelo expediente da mentira e da difamação.

O último boato que circulou foi o de que ela tinha um cargo no Congresso Nacional, com salário na casa das dezenas de milhares de reais. Trata-se de uma mentira deslavada, como de resto já demonstraram os principais meios de comunicação do país. Respeitem Dona Marisa.

Leia, abaixo, trecho de reportagem publicada sobre o assunto no portal UOL.

"Morta no dia 3 de fevereiro, a ex-primeira-dama do Brasil Marisa Letícia Lula da Silva teve seu nome envolto em uma onda de boatos de que ela receberia um salário de R$ 68 mil como servidora do Congresso Nacional e que seu viúvo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), teria solicitado pensão após a morte dela.

A reportagem do UOL checou a informação junto ao Congresso Nacional, Senado Federal e Câmara dos Deputados e constatou que o boato não tem fundamento. Marisa Letícia Lula da Silva não consta como servidora do Parlamento. 

O boato começou a circular em redes sociais e correntes de WhatsApp há alguns dias. (...) Em nota, o Senado explica que o Congresso é formado pela união da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Dessa forma, não existem servidores do Congresso Nacional, como indica o boato. 

"A título de esclarecimento, informamos, ainda, que o Congresso Nacional não se constitui em órgão administrativo, uma vez que representa o conjunto do Senado Federal e da Câmara dos Deputados", diz um trecho da nota. 

A partir da constatação de que não seria possível haver pessoas remuneradas pelo Congresso Nacional, a reportagem checou se Marisa Letícia Lula da Silva era servidora da Câmara ou do Senado.

De acordo com os portais da transparência das duas casas, Marisa Letícia não consta como servidora ativa ou inativa da Câmara ou do Senado. A reportagem também pediu um posicionamento oficial das duas casas sobre a alegação de que a ex-primeira dama seria funcionária do Parlamento.

Em nota, a Câmara desmentiu o boato. "De acordo com o sistema de gestão de pessoal da Câmara dos Deputados, a senhora Marisa Letícia Lula da Silva não exerceu qualquer cargo do quadro de pessoal desta Casa", afirmou.

Também por meio de nota, o Senado disse que Marisa Letícia não era servidora da Casa. "Após pesquisa no cadastro de servidores do Senado Federal, verificou-se que não há qualquer registro em nome da Sra. Marisa Letícia Lula da Silva", disse um trecho da nota."

Voltar para o topo