31 de janeiro de 2019
Foto: Ricardo Stuckert

O juiz não sabe dizer o que ele fez nem o que ele roubou. Diz que foi um apartamento que não era dele. Diz que não tinha dinheiro da Petrobrás, mas o julgou e condenou mesmo assim, depois de ter pré-julgado e cometido crimes contra Lula e sua família. Gravações ilegais e perseguição política.
A sentença de quem estava preso, réu confesso que acusou sem provas, foi reduzida em décadas.
O processo corre em tempo recorde para dar tempo de impedi-lo de disputar a eleição.
O STF vota contra a consciência e contra a constituição a prisão antes do término do processo.
O juiz sai das férias para desrespeitar ordem judicial de superior, o que é crime.
Lula foi impedido de ser candidato a presidente, mesmo com decisão da ONU que ele teria que ser. Mesmo com acordo assinado pelo país que o Brasil tinha se comprometido a cumprir.
O juiz que o condenou sem provas largou o cargo e virou ministro de quem só ganhou a eleição porque Lula foi impedido de disputar.
Medidas por mais transparência do governo e contra corrupção implantadas pelo PT são alteradas para dificultar a fiscalização do novo governo.
Os direitos sociais e trabalhistas, a saúde e educação pública estão sendo atacados.
Liberou o desmatamento e desprezam o meio ambiente e as minorias.
A universidade não deve mais ser para todos, diz o novo ministro da Educação.
O Brasil virou piada no exterior.
Lula é impedido, contra lei, de enterrar o seu irmão.
300 dias de prisão política hoje.
O que eles temem tanto em Lula?
Eles temem a nossa força e a esperança.
#LulaLivre
#300dias