26 de setembro de 2013

Alcançar um mundo sem fome é possível “durante nossas vidas” se as parcerias de desenvolvimento atuais forem fortalecidas e expandidas, afirmou o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o brasileiro José Graziano da Silva. Graziano discursou durante o fórum de alto nívelSucesso dos ODM: Acelerando a Ação e Parceria para o Impacto”, nesta segunda-feira (23) na sede da ONU em Nova York.

O fórum quer acelerar a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), com destaque para as parcerias para o desenvolvimento e novas iniciativas de sucesso, incluindo o Desafio Fome Zero das Nações Unidas (lançado em junho de 2012). A iniciativa busca, entre outros objetivos, acabar com o desperdício de comida, incentivar que todos os sistemas de alimentação sejam sustentáveis e garantir que 100% das pessoas, em todo o planeta, tenham acesso a uma alimentação adequada.

“O Desafio Fome Zero pede algo novo, algo ousado, mas que deveria ter sido feito há muito tempo”, disse Graziano, que falou em nome da equipe de alto nível do secretário-geral da ONU para a crise de fome e desnutrição mundial. “(O desafio…) é um compromisso global fundamental  para acabar com a fome, eliminar o atraso do crescimento na infância, tornar os sistemas de alimentação sustentáveis, erradicar a pobreza rural e minimizar o desperdício e a perda de alimentos.”

Para atingir estes objetivos é  necessário fazer coalizões, disse o diretor-geral da FAO. “Em todo o mundo aprendemos que a mudança real só ocorre quando muitas partes unem suas forças em movimentos políticos amplos.”