30 de agosto de 2016

Em entrevista na tarde desta terça-feira (30), o advogado e ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo se emocionou ao comentar o argumento de acusação da advogada Janaina Pascoal, autora do pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Em seu discurso, Janaína disse que pediu a condenação da presidenta “pensando, também, nos netos dela”. Cardozo afirma que as palavras da acusação e a menção aos netos de Dilma foram injustas. “Eu não condeno alguém dizendo que vou resolver o futuro para os netos. Isso não se faz”.

Na entrevista, José Eduardo Cardozo diz que jamais vai perder a capacidade de se indignar diante das injustiças. “Aquele que perde a capacidade de se indignar diante da injustiça, perdeu sua humanidade”, disse. 

Em seu discurso de defesa, Cardozo disse que o processo de impeachment não tem provas de crime de responsabilidade e afirmou que a História deverá pedir desculpas a Dilma, caso ela seja condenada. 

“Peço que, se Dilma Roussef for condenada, algum dia um Ministro da Justiça peça desculpas a Dilma Rousseff. Que a história absolva Dilma Rouseff se Vossas Excelências quiserem condená-la”. 

Confira o discurso na íntegra: