09 de setembro de 2018

O bloco #VemComLula ocupou a Avenida Paulista, coração da cidade de São Paulo, neste domingo (9/9), pedindo Lula Livre e clamando por democracia. O bloco arrastou centenas de pessoas ao ritmo de marchinhas, do hino “Olê, olê, olê, olá” e do canto Lula Livre. A música e a arte estão sendo usadas como forma de luta para defender a retomada da democracia e ir contra a retirada de direitos sociais que vem ocorrendo no Brasil, desde que Temer e o PSDB assumiram o governo ilegítimo em 2016.

 

 

Militantes que colaboraram com o ato destacaram a diversidade de pessoas que marcaram presença na Paulista neste domingo: juventudes, movimento LGBTI+, militância histórica do PT, movimento negro, do campo, entre outros.

O tom alegre do ato, que animou muitas pessoas que passeavam pela avenida hoje, também foi marcado pelo clima emocionante.

No melhor estilo de bloquinho de rua, os participantes foram do MASP à Avenida da Consolação algumas vezes, ao som dos clássicos da história do PT e de Lula, ao lado das músicas e palavras de ordem mais atuais.

Uma ou outra provocação de outros partidos chegou a acontecer (havia partidários do PSL, PSDB, PSOL, entre outros, na Paulista), mas predominou a boa energia – e o respeito e tolerância, que serão ainda mais importantes e necessários depois do ocorrido em Juiz de Fora com Jair Bolsonaro, na última quinta-feira (06).

 

 

 

Confira um pouco mais sobre a organização do Bloco Vem com Lula:

“Em tempos de golpe, em que parte do judiciário, aliado a outros setores golpistas, persistem em manter Lula fora das eleições; coletivos, organizações e movimentos sociais vem usando todas as suas ferramentas de luta para defender a manutenção da democracia e ir contra a retirada de direitos sociais que vêm ocorrendo no Brasil desde que Michel Temer assumiu seu governo ilegítimo em 2016. Entre essas diversas formas de luta, escolhemos a energia e a agitação do carnaval para ocupar a avenida Paulista, e ela vai vir com o ‘Bloco #VemComLula’!

Vamos ocupar as ruas São Paulo através do ritmo das marchinhas, usando a música e a arte como forma de luta em um momento que as ações da direita tem exercida a função de afastar o povo da tomada de decisões políticas no país. O bloco é um espaço aberto para quem desejar tocar e dançar com a gente, inclusive queremos que outros bloquinhos se juntem a nós nesse processo. Entendeu, né? Então #VemComLula que é sucesso garantido!”