14 de outubro de 2018

A metralhadora de mentiras mantida pelos apoiadores de Jair Bolsonaro na internet inventou uma nova calúnia contra Fernando Haddad: a imagem do “político ostentação”. Nada mais distante da atuação sempre honesta e da personalidade do candidato. O time do Zap do Lula tem recebido diversas denúncias de imagens e vídeos mostrando Haddad com um relógio que valeria mais de R$ 400 mil ou que o colocam como proprietário de uma Ferrari amarela. É mentira!

O que os criminosos não sabem é que, tentando atacar a imagem de Haddad, mostram um dos muitos sucessos de sua gestão como prefeito de São Paulo. Usam um vídeo em que o candidato aparece saindo de uma Ferrari para dizer que o carro é dele. Não é. Na verdade, as cenas foram feitas na entrega de obras no Autódromo de Interlagos, na capital paulista, para o GP 2016 de Fórmula 1.

As obras, que começaram em 2013, colocaram o autódromo em um nível de modernidade igual ao dos europeus. Mesmo com a falta de recursos, a São Paulo Obras conseguiu resolver as questões operacionais e garantir a Fórmula 1 na cidade até 2020. Todos os detalhes foram publicados no próprio site da prefeitura de São Paulo. 

Na entrega, Haddad, orgulhoso de mais um importante feito, teve a oportunidade de dar uma volta de Ferrari na lendária pista. Essa é a verdade! Nas fotos do evento, você não só pode desmentir a mentira dos Bolsofakes como ver mais detalhes dessa obra de Haddad para a cidade!

Prefeito teve a oportunidade de dar uma volta de Ferrari na lendária pista de Interlagos.

Sem coragem para debater ideias e propostas, os apoiadores de Bolsonaro tentam deturpar o passado para criar mentiras em benefício próprio. Mas, ao contrário do candidato deles, o passado de Haddad é motivo de orgulho e só confirma porque ele é o homem de confiança de Lula.

Outra mentira que tem sido muito denunciada é o suposto valor do relógio que o candidato usa, na ordem de centenas de milhares de reais. Isso é outra mentira que mostra o nível de desespero dos criminosos. O acessório foi um presente da família quando Haddad venceu a eleição para a prefeitura de São Paulo. “Se eu soubesse que ele valia R$ 400 mil reais, como estão dizendo, eu nem andava com ele. Nem a pulseira eu troco!”, ironizou o candidato na manhã deste domingo (14).

“Eu não tenho carro no meu nome e virei proprietário de uma Ferrari [nas fakenews divulgadas]”, denunciou. “Não é assim que se ganha uma eleição, e todos os dias eu faço esse apelo para que parem com isso. Ele [Bolsonaro] diz que não pode se responsabilizar, mas quem está pagando por isso? Quem é que paga por essa campanha por WhatsApp?”.

“Fica o alerta e o apelo para que parem com isso, que não é assim que se ganha uma eleição. Isso é ruim para o Brasil!”, afirmou. “Vamos debater propostas. Ele não participa dos debates porque não pode dizer na minha cara as coisas que diz na internet. Frente a frente, não se sustenta. Não é assim que se faz campanha, isso nunca aconteceu no Brasil”, encerrou.