21 de setembro de 2021

Fazer o Brasil ser respeitado novamente em todo o mundo e devolver às brasileiras e brasileiros o sentimento de orgulho do seu país é um compromisso para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em entrevista à Rádio Vitoriosa, de Uberlândia, Lula destacou que a gestão de Jair Bolsonaro é uma vergonha para o país e que isso ficou ainda mais evidente na viagem oficial para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas esta semana, em Nova York (EUA).

Lula afirmou que Bolsonaro age como se representasse apenas a si mesmo e a sua família, desprezando o papel de um presidente da República. “Ele não está lá representando a família Bolsonaro. Ele está lá representando 213 milhões de brasileiros”, criticou Lula, comentando os episódios registrados na viagem oficial a Nova York esta semana.

Por ter se negado a tomar a vacina contra a covid-19, contrariando as recomendações científicas, Bolsonaro está proibido de frequentar lugares fechados durante sua estadia na cidade norte-americana. “Aquilo que ele acha que é um orgulho pra ele, é uma vergonha para o Brasil”, resumiu o ex-presidente, dizendo que a foto de Bolsonaro comendo pizza em uma calçada foi para agradar “os milicianos que o apoiam”.

Durante a entrevista, o ex-presidente ressaltou que Bolsonaro tem, repetidamente, optado pela mentira e a ignorância, o que contribui para o retrocesso econômico e social e afeta diretamente a imagem do Brasil no exterior. “Eu tenho uma causa e essa causa é recuperar o Brasil para os brasileiros. Estou convencido de que dá pra fazer as pessoas voltarem a ter orgulho de viver nesse país”, afirmou Lula.

País está sem governo

Lula ressaltou que há uma crise de confiança que faz com que o Brasil esteja paralisado. “O país está sem governo. Tem um presidente que acorda para pensar nas mentiras vai contar para iludir o povo. Tem um ministro da Economia que não pensa no desenvolvimento do país”, disse o ex-presidente à rádio mineira.“Ninguém confia em ninguém.”

Analisando o cenário do país, Lula apontou os retrocessos e o abandono das pessoas, que estão sofrendo com desemprego em alta e a volta da fome, com milhões sem conseguir fazer mais do que uma refeição por dia. “A pergunta que eu faço é que país é esse? Um país de 8,5 milhões de quilômetros quadrados, que tem uma reserva florestal extraordinária, que tem 12% da água doce do mundo, que tem muita riqueza mineral, um país que talvez tenha mais terras agricultáveis no mundo, não tem sentido”. “A única explicação é que o país não tem governo e não estratégia para o desenvolvimento do Brasil.”