12 de outubro de 2018

Em entrevista à Record News em outubro de 2012, o candidato à presidência Jair Bolsonaro afirmou que o Bolsa Família é uma mentira. De forma absurda, o candidato disse que, por causa do programa, “no Nordeste, você não encontra mais uma pessoa para trabalhar na tua casa”. Bolsonaro ainda disse, com orgulho, que foi o único deputado que votou contra a EC que criava o Fundo Nacional contra a Pobreza.

Diferentemente do que acredita Bolsonaro, o Bolsa Família é o maior programa de transferência de renda do mundo. Reconhecido internacionalmente, o programa garante a permanência de crianças e adolescentes na escola, reduz a desnutrição e a mortalidade infantil, faz girar a roda da economia (para cada R$ 1 investido no Bolsa Família, o PIB cresce R$ 1,78) e abre inúmeras portas de oportunidade: 1,5 milhão de beneficiários matricularam-se em cursos de qualificação profissional do Pronatec e 1,7 milhão de famílias abriram voluntariamente mão do benefício, porque conseguiram melhorar de vida.

Agora, Bolsonaro quer fazer crer que é a favor do programa e que manterá o Bolsa Família. As falas do próprio candidato o condenam.