05 de novembro de 2021
Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou nessa quinta-feira (4) da cerimônia de filiação de Leonel Brizola Neto ao Partido dos Trabalhadores. Brizola Neto, que é neto do fundador do PDT, Leonel Brizola (1922-2004), deixou o PSOL, partido pelo qual foi vereador do Rio Janeiro.

A cerimônia ocorreu na sede do PT em São Paulo e contou com a participação da presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, do presidente do PT no Rio, João Maurício de Freitas, e do ex-senador Lindbergh Farias.

Em postagens nas redes sociais, o ex-vereador lembrou que seu avô sempre esteve ao lado de Lula nos momentos cruciais da história, como o atual.  “Entendo que o momento que estamos passando, principalmente, o perigo de esfacelamento do nosso processo civilizatório, me impele a cerrar fileiras ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Nos momentos cruciais de nossa história, meu avô Leonel Brizola, sempre esteve ao lado de Lula.

Para Brizola Neto, o PT é o partido que mais defende as pautas trabalhistas. “A reconquista dos direitos trabalhistas, a defesa da soberania nacional e a luta contra o imperialismo exige a união das esquerdas. O Partido dos Trabalhadores, por seu turno, é o partido brasileiro que mais defende as questões caras a nós trabalhistas, brizolistas: a legislação trabalhista, a Previdência Social pública, as estatais estratégicas, o desenvolvimentismo para superar o atraso”.

Brizola Neto também criticou o presidente Jair Bolsonaro, condenando as pautas apoiadas pela extrema direita: “Temos que ter coragem e altivez para darmos um não rotundo ao bolsonarismo e seus filhotes: o racismo, o preconceito, a misoginia, a homofobia e o ódio. Entendo que nessa encruzilhada em que nos encontramos seja urgente e fundamental elegermos Lula e ao seu lado reconquistarmos o Brasil para todos nós brasileiros”, escreveu.