Desde 20 de agosto, o Jornal Nacional cobre diariamente as agendas de campanha dos presidenciáveis. Menos a de Lula, líder absoluto nas pesquisas.
A lei eleitoral exige isonomia e proíbe que qualquer candidato tenha tratamento privilegiado nas concessionárias de rádio e TV. Por isso, é preciso pressionar a Globo e as demais emissoras a mostrar a campanha de Lula, assim como mostra a de outros candidatos. A mesma regra tem de valer para todos os candidatos.
Envie seu email para a Globo, informe as pessoas e exija direitos iguais aos candidatos. Tuíte sobre o assunto, marcando as @s dos responsáveis. Saiba como aí embaixo!

Ajude na campanha por uma mídia imparcial

Exija por e-mail

Enviar e-mail!

Twitte!

Twittar!

Compartilhe a ação nas suas redes sociais