05 de novembro de 2014

O Brasil não é o único país do mundo que elegeu seus novos mandatários em 2014. Apenas para falar dos vizinhos mais próximos, aqui ao lado, a Bolívia reelegeu Evo Morales para a presidência no mês passado e o Uruguai deve fazer o mesmo no próximo dia 30 de novembro.

Mas o que pouca gente sabe, é que do outro lado do Atlântico, na também vizinha África, há muitos países que neste ano avançaram rumo à consolidação de suas democracias e escolheram, em eleições livres e diretas, seus presidentes e parlamentares.

Infelizmente, a maioria das notícias que chegam ao Brasil sobre a África, quando chegam, fala apenas de epidemias, miséria e ditaduras.

Não é todo mundo que acompanha o importante processo de construção da democracia que acontece nos últimos anos no continente africano.

O intenso avanço no desenvolvimento econômico que a África atravessa com taxas de crescimento anuais superiores a 5%, também é acompanhado pelo amadurecimento dos regimes democráticos.

Esse foi o tema de comentário recente do diretor do Instituto Lula ao “Seu Jornal”, o telejornal diário da TV dos Trabalhadores.

Assista aqui: