17 de setembro de 2018
Foto: Ricardo Stuckert

A passagem do projeto Lula Pelo Brasil pelo sul do país, em março passado, foi marcada por muitos encontros emocionantes de Luiz Inácio Lula da Silva com moradores de várias cidades, que viram suas vidas mudarem para melhor, graças às políticas implementadas pelo governo petista. Entretanto, a caravana também foi alvo de ataques por uma minoria que insistia em disseminar o ódio, sofrendo desde tiros em ônibus a bloqueios de estradas.

Essa hostilidade também aconteceu em Chapecó (SC), quando um grupo organizado tentou impedir um encontro entre Lula e os moradores da região. Bombas, gás lacrimogêneo, ovos e pedras foram jogadas na multidão que se reunia na praça Coronel Bertaso. Mas o povo e o melhor presidente que este país já teve resistiram e o ato aconteceu. Lula fez um discurso forte em que denunciava a violência sofrida e falou sobre a importância de não se render. Foi ovacionado, mas o melhor ainda estava por vir.

Após encerrar o ato, Lula, ciente da importância de não se vergar aos fascistas, resolveu voltar para o hotel escoltado pelo povo. E a multidão de homens e mulheres, de todas as idades e classes sociais, conduziram o ex-presidente Lula em segurança pelas ruas da cidade catarinense. Um dia histórico para aqueles que lutam pela democracia e pela justiça nesse país.

Veja como foi: