30 de agosto de 2013

A diretora do Instituto Lula, Clara Ant, foi homenageada com uma placa durante o Ato de comemoração dos 30 anos da Central Única dos Trabalhadores, no último dia 28, por representar todas as mulheres que ajudaram a construir a central. “Tenho orgulho de ter feito parte desta trajetória que consolidou um sindicalismo autêntico e ajudou a mudar o Brasil”.

Para ver mais imagens e baixar fotos em alta resolução, visite o Picasa do Instituto Lula.

Clara destacou em seu discurso que a trajetória traçada pela CUT permitiu “eleger e reeleger um trabalhador e uma mulher para a Presidência da República”. E que paralelo a todas as lutas dos trabalhadores existe uma prioridade única “garantir a continuidade deste governo democrático popular”.

Clara foi responsável, entre outras coisas, pela criação do broche da CUT. “Fui na metalúrgica mandar fazer e levava para as reuniões para vender”, lembrou. Ela também fez questão de relembrar que “o criador da logo foi o engenheiro Jorge Bittar, meu grande companheiro”. Clara foi membro da primeira diretoria da entidade.

Leia também:
“CUT é guardiã da democracia no Brasil”, diz Lula no aniversário de 30 anos da central sindical