09 de abril de 2019

Como organizar o comitê presencial ou digital em tempos de redes e novas relações sociais? Essa é uma umas questões do Caderno Lula Livre que também conta com textos de apoio para a campanha de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O caderno foi discutido e aprovado no Encontro Nacional promovido em São Paulo. “O caderno Lula Livre é antes de tudo uma ferramenta militante: um instrumento para militantes organizarem comitês populares, com argumentos jurídicos e políticos para a defesa de Lula e propostas de ação na base para ampliar nossa força e influência social”, apresentou Renato Simões, responsável pela organização do material.

O conteúdo é dividido entre temas políticos, jurídicos e sociais, mas há também uma parte destinada à construção e consolidação dos comitês como espaços coletivos, amplos e organizados de debate e trabalho. Não tem fórmula pronta para construir o comitê. É a realidade e as situações concretas que vão orientar como será cada estruturação e maneiras de defender a liberdade de Lula. Essa é uma luta que cabe todo mundo”.

Além disso, “reforçará nossos argumentos na defesa da liberdade de Lula, e orientar a todas e todos que querem se engajar nessa campanha e contribuir na organização de nossa luta”, defendeu Leonardo Martins, do Instituto Lula.

Acesse o Caderno Lula Livre aqui https://drive.google.com/file/d/1NKhPVwr8X4Y3UnNl3ZziJWSkccwhsaGl/view?usp=sharing