09 de junho de 2022

Engraçado, né? O brasileiro passando fome, mais de 33 milhões de pessoas sem condições de botar comida na mesa, que dirá pagar a conta de luz que só aumenta… e o filhote do futuro ex-presidente está ocupado falando mentiras sobre a Eletrobras e distorcendo a história para atacar mais um patrimônio brasileiro. A gente não cai nessa, não!

Para começo de conversa, o acesso à energia elétrica é um bem maior. Programas como o Luz para Todos, que levou beneficiou 15,6 milhões de pessoas que viviam sem geladeira, só na luz do candeeiro, não teriam sido possíveis se o objetivo fosse somente o lucro. É isso que quem vive de mamata não entende: nem tudo é sobre gerar lucro para acionistas. O acesso a coisas básicas, como saúde, educação, moradia e luz, vem antes da necessidade de botar dólares nas mãos de poucos.

E vamos aos números corretos, porque essa é uma fake news estilo sanduíche: uma mentira por fora, uma verdade sem contexto no meio pra confundir, outra camada de mentira pra fechar. Aqui, não!

A mentira: afirmar que houve ineficiência da Eletrobras nos governos do PT. Mentira.


A verdade: sim, em alguns anos a empresa teve prejuízo, e faz parte! Uma empresa pública tem como principal propósito servir ao público (ou seja, ser boa para toda a população) e ter alguns anos de prejuízo não é grave pois o mercado oscila e o lucro vem. Uma empresa pública é diferente da casa da gente: experimenta ficar um ano sem luz e sem geladeira! Isso é que não pode! Uma empresa estatal como a Eletrobras ter algum prejuízo não afeta sua função maior, que é servir aos brasileiros. Tanto não afetou que o prejuízo se reverteu em lucro nos anos seguintes, fazendo da Eletrobras algo tão valioso que esses mesmos mentirosos querem vendê-la a um preço menor do que vale, isso sim é corrupção e é um verdadeiro assalto ao povo brasileiro.

Resultado da Eletrobras 2003: lucro de R$ 323 milhões
Resultado da empresa em 2004: lucro de R$ 1,293 bilhão
Resultado em 2005: lucro de R$ 974,6 milhões
Resultado em 2006: lucro de R$ 1,161 bilhão
Resultado em 2007: lucro de R$ 1,547 bilhão
Resultado em 2008: lucro de R$ 6,136 bilhões
Resultado em 2009: lucro de R$ 911 milhões 
Resultado em 2010: lucro de R$ 2,25 bilhões
Resultado em 2011: lucro de R$ 3,733 bilhões
Resultado em 2012: perda de R$ 6,879 bilhões
Resultado em 2013: perda de R$ 6,3 bilhões
Resultado em 2014: perda de R$ 3 bilhões
Resultado em 2015: perda de R$ 14,4 bilhões
Resultado em 2016: lucro de R$ 3,4 bilhões
Resultado em 2017: perda de R$ 1,7 bilhão
Resultado em 2018: lucro de R$ 13,3 bilhões
Resultado em 2019: lucro de R$ 11,133 bilhões
Resultado em 2020: lucro de R$ 6,3 bilhões
Resultado em 2021: lucro de R$ 5,714 bilhões

Uma verdade: Carlos Bolsonaro não sabe fazer conta! A “reportagem” que ele divulga é fabricada em um celeiro de fake news e eles tiraram sabe Deus de onde o número do suposto prejuízo. Pega a calculadora aí, Carluxo. Nos treze anos de governo do PT (2003 a 2016), a Eletrobras deu resultado positivo em nove, com um lucro recorde em 2008, e criou condições para a recuperação que veio nos anos posteriores. Trata-se de uma empresa saudável e não há explicação decente para vendê-la. A Eletrobras é um patrimônio do povo brasileiro e assim deve continuar.

Outra verdade, essa triste, é o alerta que o ex-presidente Lula faz sobre a eventual venda da Eletrobras: “O resultado será mais desemprego, a redução de salário. O resultado disso será mais trabalho intermitente e mais trabalhadores fazendo bico porque não vão ter emprego seguro como tem na Eletrobras”.

O prejuízo com a privatização da Eletrobras será gigantesco. Especialmente para o povo brasileiro. Não se deixe levar por fake news sanduíche. Mentira não paga boleto! O momento pede foco. É hora de estancar as mentiras e de lutar para preservar o patrimônio nacional. A Eletrobras é do povo. É de todos os brasileiros.