24 de fevereiro de 2022
Foto: Ricardo Stuckert

Em entrevista ao vivo às rádios Supra FM, de Luziânia (GO), e 103.5 FM, do Distrito Federal, na manhã de hoje, 24, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou as vitórias que obteve na Justiça nas ações relacionadas à Lava Jato, repetiu que a verdade venceu e que ficou provado que as acusações contra ele eram maracutaia montada para tentar destruir o PT, cassar a presidenta Dilma Rousseff, impedir a participação dele no processo eleitoral de 2018 e destruir os que estavam fazendo política de inclusão social no Brasil. 

“Finalmente, a verdade venceu e a gente provou a mentira que foi montada com a participação de determinados setores dos meios de comunicação, um falso juiz e promotores que queriam aparecer na imprensa como messiânicos”, disse, enfatizando também que o povo está mais esperto para entender o que aconteceu.

“Estou feliz com as vitórias que estamos tendo na justiça para provar que um certo juiz não era juiz, mas um farsante. Para provar que o MP, uma instituição muito séria, foi tomado de assalto por um grupo, que compôs a força do Paraná, para contar mentiras nesse país. Finalmente, a verdade venceu e, finalmente, o povo está muito esperto para entender o que aconteceu. E isso nós vamos desvendar. Essa mentira nós vamos desvendar a cada dia”.

Lula também mencionou os efeitos nocivos que a desconfiança sobre a Petrobras e seus governos provocaram na economia brasileira, com a destruição das indústrias naval e de óleo e gás, a perda de 4,4 milhões de postos de trabalho e o prejuízo de R$ 270 bilhões que deixaram de ser investidos, além de outros R$ 58 bilhões que deixaram de ser arrecadados.

Especificamente sobre a Petrobras, ele voltou a criticar o esvaziamento da estatal, que está sendo fatiada e já perdeu ativos importantes, como a BR e os gasodutos, além de estar refinando menos gasolina, o que tem forte impacto nos preços recordes dos combustíveis que os brasileiros são obrigados a pagar.  “Estão vendendo a Petrobras todo dia aos pedaços. O Brasil era exportador de gasolina e, hoje, está importando gasolina com mais de 400 empresas a preço internacional.  O Brasil poderia ser autossuficiente e refinar toda a sua gasolina”, disse.

De acordo com o ex-presidente, as refinarias brasileiras estão refinando 25% menos de gasolina e um dos efeitos é pagar preços dolarizados quando poderíamos estar pagando em reais.

Íntegra da entrevista: