22 de maio de 2020
Foto: Ricardo Stuckert

 

AGRADECIMENTO TÍTULO DOUTOR HONORIS CAUSA

“Magnífico Reitor da Universidade Nacional de Rosário Franco Bartolacci,

José Goity, Secretário Geral da Universidade Nacional de Rosário e padrinho da nominação de do título de Doutor Honoris Causa,

Alejandro Vila, professor decano da Faculdade de Humanidades e Artes,

Pedro Romero, Secretario de Internacionalização da Universidade Nacional de Rosário,

Pablo Javkin, prefeito da cidade de Rosario,

É uma honra receber a mais importante distinção da Universidade Nacional de Rosário. Uma homenagem que aprecio imensamente por muitos motivos.

Cada doutorado honoris causa que recebo é um reconhecimento não apenas à minha pessoa, mas, fundamentalmente, à luta do povo brasileiro em defesa da sua dignidade, da democracia e da justiça social. Meus governos e os governos da presidenta Dilma Rousseff foram momentos importantíssimos na luta por um país soberano, igualitário, sustentável, diverso, antirracista, pacífico, onde as riquezas e os bens públicos não fossem apropriados pelas oligarquias elitistas e autoritárias que historicamente governaram o Brasil.

Agradeço com enorme emoção esse prestigioso título que me confere a Universidade Nacional de Rosário. E o faço sobretudo em nome do povo brasileiro.

Com essa homenagem, o que a Universidade de Rosário está afirmando é que aquele Brasil merece ser lembrado como um país livre e democrático, capaz de tratar o seu povo – especialmente as camadas mais pobres – com respeito, cuidado e espírito de justiça. E que aquela trajetória de desenvolvimento econômico, social e cultural deve ser resgatada a bem da nação brasileira.

Não só para beneficiar o nosso país, mas também o projeto sempre atual do desenvolvimento compartilhado e da integração da nossa querida América Latina.

Espero em pouco tempo voltar à Argentina e à bela cidade de Rosário. Quero conhecer pessoalmente a Universidade de vocês e também percorrer as ruas e parques dessa cidade emblemática na história das lutas democráticas e libertárias da Argentina e da América Latina.

Sei que Rosário e sua Universidade estiveram sempre na vanguarda das mobilizações em defesa dos direitos humanos e da educação pública.

Uma cidade operária e cosmopolita com uma Universidade a um só tempo popular e de excelência.

Uma cidade que é fonte de inspiração democrática pela sua cultura popular e erudita, suas políticas cidadãs, pela proteção do espaço público e pela sua notável gestão municipal.

Uma Universidade que, em seus mais de 50 anos de vida, demonstrou que a qualidade da educação só cresce e se fortalece quando está a serviço de um projeto nacional emancipador e civilizatório.

Uma Universidade e uma cidade quase mitológicas para a esquerda e as forças progressistas latino-americana, não apenas porque aqui nasceu Ernesto Che Guevara, e aqui também nasceram  e viveram tantos escritores, músicos e cientistas de primeira grandeza, mas porque aqui nasceram e se desenvolveram lutas e conquistas populares que iluminam de esperança nossa história e nosso futuro.

Se vocês me permitem, quero também compartilhar esse doutorado com os estudantes e os professores assassinados e desaparecidos durante a ditadura militar argentina e outras ditaduras militares do nosso continente. Pela sua memória sempre viva. Pelo seu exemplo presente.

Em certos momentos, aquelas ditaduras pareciam invencíveis. Mas fomos capazes de derrota-las, resgatando a democracia e construindo caminhos de liberdade e progresso social.

Os tempos atuais, em vários países da nossa região,  são também sombrios e o fascismo ameaça novamente nossos povos. Mas não tenho a menor dúvida de que dias melhores e mais justos virão. Porque saberemos conquista-los.

Muito, muito obrigado.”

Luiz Inácio Lula da Silva