23 de agosto de 2018

Os paraibanos também querem Lula presidente para o Brasil ser feliz de novo. Isso ficou explícito na tarde desta quinta-feira (23/8), na caminhada  que levou milhares de pessoas pelas ruas do centro de João Pessoa.

Ao lado do povo estavam o vice-presidente de Lula e seu porta-voz, Fernando Haddad; o governador Ricardo Coutinho; o candidato ao governo do estado, João Azevedo, e Luiz Couto, petista que concorre ao Senado pela Paraíba.

“Estou fazendo esta caminhada em nome do presidente Lula, que queria estar aqui com vocês”, disse Haddad. Nesta andança pelos estados do nordeste, Haddad tem reiterado o quanto a era Lula foi transformadora para a região e que todas as conquistas do governo do ex-presidente para a região precisam ser retomadas.

Falando ao povo reunido no centro de João Pessoa, Haddad ressaltou que hoje quem está na presidência da República é um usurpador, que promoveu, entre outros retrocessos, a reforma trabalhista que só retira direitos, e estabeleceu um teto de gastos que impede que obras e serviços sejam levados à população.

Há uma saída, segundo Haddad: “vamos sair da crise com o plano de governo de Lula, porque ele sabe como fazer. Vai retomar as obras, sobretudo as obras de infraestrutura, e no nordeste está cheio de obras paradas, desde creches até a Transnordestina”.

Com orgulho do que Lula fez pela região, Haddad explicou que esteve na inauguração popular da Transposição do Rio São Francisco, em Monteiro (PB), para a qual Lula foi chamado pela população, que sabia quem era o verdadeiro responsável pela obra. “O presidente Lula nunca apenas prometeu, como outros governantes, ele chegou e fez, porque sabe da importância da segurança hídrica”, disse.

Ao som da entusiasmada multidão que entoava o hino “olê, olê, olê. olá, Lula, Lula”, Haddad afirmou que não é possível impedir os 60 milhões de pessoas que querem votar em Lula. “As últimas pesquisas estão dizendo o seguinte: é Lula no primeiro turno. E a cada dia que ele fica lá em Curitiba, mais um ponto ele cresce. Se eles continuarem com essa injustiça, ele vai chegar no dia da eleição com 100% dos votos”, disse.

“Nós não vamos abandonar o Lula. Não vamos abandonar o Brasil. Estamos rodando o Nordeste e vamos rodar o país levando essa mensagem”, finalizou.