23 de outubro de 2018

Um vereador baiano usou a Câmara dos Vereadores de Vitória da Conquista para divulgar mais uma calúnia contra a coligação O Povo Feliz de Novo. Segundo ele, uma quadrilha teria sido presa em flagrante na cidade de Poções, tentando sacar um cheque para beneficiar Fernando Haddad”: é mentira!

Numa atitude desesperada, David Salomão tenta vincular um crime grave à coligação O Povo Feliz de Novo, o que não é verdade! A campanha de Haddad não tem qualquer relação com atividades criminosas e tem cumprido a lei, registrando toda a sua prestação de contas junto ao TSE.

Não por acaso, o vereador é do PRTB, o mesmo partido do vice de Bolsonaro, general Hamilton Mourão. Salomão é conhecido por suas atitudes oportunistas e antidemocráticas em situações de crise. Ex-policial, ele foi preso em 2012 por conta de gravações em que aparecia combinando atos de vandalismo durante a greve da PM. É esse o tipo de preocupação que Salomão tem com o povo brasileiro?

Salomão, em sua sanha eleitoreira, insiste em propagar ainda outra fake news sobre fraudes nas urnas, o que tem sido desmentido pelo próprio TSE e por veículos de imprensa desde o primeiro turno.

Quem tem se beneficiado, sim, com a propagação de fake news e está sob investigação dos tribunais por caixa 2 é outro candidato: Jair Bolsonaro. Empresários estariam pagando pelo menos R$ 12 milhões para divulgar por WhatsApp essas mesmas calúnias, mentiras e absurdos contra Haddad.

Não acredite nas fake news! Despreze as mentiras!

Espalhar mentiras e fake news nas redes sociais é crime! Denuncie pelo nosso canal de WhatsApp – (11) 974 028 726.