16 de janeiro de 2022
Foto: Ricardo Stuckert

Em entrevista ao jornal italiano Corriere Della Sera, publicada neste domindo (16), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou da causa que o motiva na política: “fazer com que o Brasil volte a ser de todos os brasileiros, que ninguém no nosso país passe fome”. “Sempre trabalhei e continuarei trabalhando para isso, sendo candidato ou não”,  disse o ex-presidente.

Lula também lembrou que, nos governos do PT, o Brasil foi um exemplo mundial de combate à miséria e à desigualdade, ao mesmo tempo em que chegou a ser a sexta maior economia do mundo. “Conseguimos erradicar a fome, gerar empregos, distribuir renda e criar oportunidades educacionais, elevando a qualidade de vida do conjunto da população.”

O ex-presidente comparou a situação do Brasil nos governos petistas com a difícil condição atual, com a volta da fome para milhões de pessoas, alto número de desempregados e subempregados em um país desgovernado.

“Hoje, infelizmente, o país voltou a ter 20 milhões de pessoas passando fome, o desemprego é enorme e as previsões são de que o nosso PIB siga estagnado.  Prometeram uma “ponte para o futuro” que foi na realidade um salto para o abismo”.

Lula disse ainda que “A reconstrução do Brasil precisa começar pelo mais básico: garantir que todas as pessoas não passem fome, tenham direito a estudar e trabalhar em paz.”

Leia também a sequência no Twitter: