28 de agosto de 2018

Através dos programas de distribuição de renda e de incentivo à agricultura familiar no estado de Minas Gerais, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ajudou a tirar 1,4 milhão de pessoas da extrema pobreza.

Em abril de 2016, o Bolsa Família atendeu mais de 1 milhão de famílias por mês e, em conjunto com os programas de incentivo ao crédito e de assistência técnica para agricultura familiar, revolucionou a vida das famílias mais pobres de Minas.

Durante a caravana Lula pelo Brasil, o ex-presidente visitou a cidade de Monte Claros, onde os agricultores se organizaram em torno de uma associação, que reúne cerca de 120 famílias. Por conta de políticas públicas como o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos), que abastece o Restaurante Popular e a rede socioassistencial do município, e o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), a associação e seus participantes começaram a expandir a produção.

“Nós não tínhamos valor até que veio a época de Lula”, conta o agricultor familiar João Simael da Silva. “Antes, se a gente passasse na porta de um banco, a gente era suspeito, era bandido. Depois o banco abriu as portas com o Pronaf. Eu mesmo melhorei a irrigação, botei energia na irrigação, coloquei gotejamento, economizando água”.

Além de crédito e assistência técnica, Lula levou luz e água aos produtores. Foram 328 mil ligações pelo programa Luz para Todos e 98.800 cisternas para consumo e produção.

Só em 2015, 21.174.101 quilos de alimentos foram adquiridos de 7.643 agricultores familiares dos quais mais de 2 mil eram extremamente pobres. O número de famílias atendidas pela Assistência Técnica e Extensão Rural chegou a 33.781.

Lula retomará e ampliará a política nacional de segurança alimentar e nutricional. As famílias em condição de pobreza, que foram excluídas de programas de transferência de renda, serão reincorporadas e a agricultura familiar sem o uso de agrotóxicos será promovida, a fim de assegurar o acesso de todos e todas a alimentos de qualidade. Com Lula, o Brasil vai retomar o protagonismo internacional no enfrentamento à fome e à miséria.