04 de julho de 2019
Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu nesta quinta-feira (04) o candidato à Presidência da Argentina, Alberto Fernandez, e o ex-chanceler Celso Amorim. Após a visita, Fernandez manifestou solidariedade a Lula. “Nós argentinos temos um enorme carinho por Lula. A prisão dele é algo que não nos passa desapercebido. Sou professor de Direito Penal na Universidade de Buenos Aires e vejo com muita preocupação esta prisão”, afirmou.

O argentino ressaltou que a prisão do ex-presidente, que já se estende por 15 meses, tem maculado a imagem do Brasil e o Estado de Direito. “Estarei ao lado de Lula até que o Estado entenda que precisa respeitar os direitos e as garantias dos cidadãos e também de Lula”.

Ele comparou ainda a perseguição judicial a Lula com a de outros líderes, como Cristina Kirchner e Rafael Correa. Ao deixar a Superintendência da Polícia Federal, Fernandez destacou que a prisão política de Lula ficará marcada na História do mundo. “O Estado brasileiro não se dá conta de que está criando um mito mantendo Lula preso”.

Assista: