26 de março de 2018

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira (26) que as caravanas realizadas pelo Brasil deverão resultar na essência do programa de governo do PT para as eleições de outubro. Em entrevista à rádio Onda Sul, de Francisco Beltrão (PR), Lula classificou como “irresponsáveis” os atos violentos contra a caravana, que têm como objetivo ferir aqueles que se manifestam democraticamente.

“Estou viajando pra preparar um plano de governo que não seja uma coisa teórica e sim uma coisa prática a partir da realidade desse país. Queremos recolher do povo de cada cidade aquilo que ele entende que está acontecendo. A miséria está voltando e precisamos restabelecer o sonho e a esperança de melhorar a vida do povo brasileiro”, declarou o ex-presidente.

A caminho do Paraná, último estado da caravana pelo Sul, Lula chamou de “irresponsáveis” os atos violentos realizados na região. “São atitudes irresponsáveis, que podem ferir uma pessoa. Um cidadão que joga um ovo em um ato com centenas de mulheres, inclusive com criança no colo, não tem consciência. São vândalos, fascistas, engajados em alguma campanha”, apontou. “Estamos denunciando e espero que quando chegar no auge da campanha de 2018 as pessoas estejam mais civilizadas”.

Para Lula, a “distensão” do ódio cultivado na sociedade passa pela retomada do ambiente de otimismo no país. “Quando tiver funcionando normalmente a economia, inclusive distensionando esse momento de ódio que vive a sociedade brasileira, tenho certeza que o Brasil vai voltar a crescer e vai garantir a reconquista da autoestima do povo”, avaliou.

Paraná

A caravana agora segue para o estado do Paraná. A viagem será encerrada na quarta-feira (28), em Curitiba.