26 de julho de 2018

Um grupo de 29 congressistas americanos, incluindo o senador Bernie Sanders, que foi pré-candidato à presidência dos Estados Unidos em 2016, vai enviar nesta quinta-feira (26) ao governo brasileiro uma carta em que denuncia a prisão política de Lula, com base em “acusações não comprovadas” em um julgamento “altamente questionável e politizado”. Na carta, Lula é qualificado como “o principal candidato presidencial” para as eleições de outubro.

Os parlamentares defendem ele responda ao processo em liberdade, e afirmam que “a luta contra a corrupção não deve ser usada para justificar a perseguição de opositores políticos ou negar-lhes o direito de participar livremente das eleições”. A carta também aponta que membros das “forças de segurança do Estado podem estar implicados” no assassinato de Marielle Franco.

Letter on Lula and Marielle (original em inglês)

Tradução da carta para Lula e Marielle