02 de outubro de 2018

No próximo domingo, dia 7 de outubro, o Brasil vai novamente às urnas. Muita coisa em jogo. O seu emprego. O direito ao décimo terceiro. A continuidade do Bolsa Família. O futuro das políticas públicas, do Pré-Sal, das crianças, jovens, adultos. De todas e todos. De todas as cores, raças, crenças, opções. A liberdade. O orçamento do governo federal. Os rumos do país. É dia de votar Fernando Haddad 13, o candidato de Lula

Tem gente mal intencionada que não consegue combater com argumento as as propostas de Fernando Haddad para o Brasil ser feliz de novo, e se utiliza de mentiras, boatos e fake news para tentar enganar os eleitores. Com as redes sociais – o Facebook, o WhatsApp, o Youtube, o Twitter – ficou muito mais fácil se expressar. Que bom! Mas ficou muito mais fácil pregar mentiras também, infelizmente.

Muitas vezes, você pode estar ajudando a difundir mentiras, mesmo sem saber. Você pode estar sendo enganado, logicamente sem querer. Tem gente que também pode estar cometendo um crime ao mentir e divulgar notícias falsas. E assumindo, até de forma consciente, esse risco. Um risco que pode levar a consequências graves. Pessoas já foram até assassinadas, vítimas de linchamento, por causa de notícias falsas divulgadas contra elas.

Vale tudo?
Para alguns, vale tudo, né? Mas será que vale mesmo? Tem gente que acha que sim. Candidato que acha que sim. Partido que, na prática, age assim. Espalha mentiras. Se vale das chamadas fake news. Espalha a podridão. Se rebaixa para tentar ganhar a eleição.

Mas não é assim que a democracia deveria funcionar. É na base de propostas. De defesa de ideias e de projetos para o país e para as pessoas. No diálogo. Na argumentação. No convencimento. E no respeito ao voto e na consciência de cada um e cada uma. É isso que nós, que acreditamos na democracia, defendemos. É nessa linha que Fernando Haddad e Manuela d’Ávila construíram seu Plano de Governo junto com Lula, o PT, o PCdoB, o PROS e milhares de pessoas que apoiam esse projeto para o Brasil.

Os adversários, na sua maioria, não possuem propostas efetivas para o Brasil superar a atual crise. Muitas vezes, propõem justamente repetir o que Lula fez. Justamente por isso, eles atuam espalhando mentiras, criando falsas verdades, inundando a Internet (e a sua casa, e a sua vida) com absurdos. Para desviar o assunto e sua atenção. Para não discutir as propostas que eles não têm. Para ganhar a eleição de qualquer forma.

Isso foi usado para promover a ascensão do nazismo e o assassinato em massa dos judeus. Isso sempre foi difundido para atacar o PT desde sua criação. Para evitar que Lula fosse eleito presidente. Para enganar a população, em suma. Para manipular eleições. Para desvirtuar a democracia.

Nessa eleição, já tivemos fake news abordando desde supostas mamadeiras eróticas até um FALSO aviso de que os eleitores do PT deveriam votar no dia 08 de outubro, e não no dia 07, data da eleição para todo o país e para qualquer cidadão. São mentiras deslavadas, utilizando um termo mais apropriado. Mas que lidam com a boa-fé, a expectativa, as esperanças e sonhos das pessoas. E que, por isso mesmo, muitas vez “colam”.

A bizarra história da mamadeira erótica, para se ter uma ideia, foi difundida por um vídeo que atingiu mais de 3 milhões de “views”, e cerca de 100 mil compartilhamentos.

Ou seja, as “máquinas de fake news“, que difundem mentiras camufladas de notícias, de vídeos que buscam criar realidades paralelas, atingem todos nós. Sem exceção.

E não é uma exclusividade brasileira. Nos Estados Unidos em 2016 mesmo, a eleição de Donald Trump foi marcada por graves denúncias de atuação de grupos especializados em difundir informações falsas na Internet com vistas a influenciar o eleitor e o resultado. Até os russos estariam envolvidos com a trama.

Um filme que não queremos ver se repetir no Brasil. E que cada militante, cada cidadão, cada brasileiro e brasileira, pode ajudar a evitar.

Entre na nossa seção especial www.lula.com.br/combatafakenews. 

Viu alguma fake news? Mande mensagem para o nosso whatsapp anti-fake news: (11) 993-223-275

CONHEÇA ABAIXO SITES EM QUE VOCÊ PODE VERIFICAR AS INFORMAÇÕES E COMBATER AS FAKE NEWS

https://www.boatos.org

https://projetocomprova.com.br

https://g1.globo.com/fato-ou-fake

https://piaui.folha.uol.com.br/lupa

https://apublica.org/checagem

https://aosfatos.org