15 de outubro de 2018

Uma foto da atriz Beatriz Segall, que morreu em setembro deste ano, foi usada na última sexta-feira (12/10) para a criação de uma fake news, segundo a qual uma senhora teria sido agredida por petistas por defender Bolsonaro.

A notícia, além de completamente falsa, desrespeita a memória de Beatriz e a inteligência dos brasileiros, bem como tripudia das pessoas que realmente foram vítimas de violência em função das eleições deste ano.

Abaixo, você pode conferir a notícia de quando Beatriz Segall se acidentou, em 2013:

 

 

Em seguida, você confere a torpe fake news difundida na última sexta-feira (12/10):

 

E aqui relembramos os verdadeiros fatos que desmentem essa fake news:

No dia 21 de julho de 2013 (cinco anos atrás) a atriz Beatriz Segall sofreu um acidente no Rio de Janeiro, ao tropeçar em pedras soltas em uma calçada no bairro da Gávea, Zona Sul da capital fluminense. A atriz ficou com o rosto todo marcado: roxo, inchado e cheio de hematomas.

No dia 5 de setembro de 2018 (cerca de um mês atrás) Beatriz Segall morreu aos 92 anos. Entre vários papéis que marcaram a história da telenovela no país, Beatriz se consagrou junto ao público brasileiro como a personagem Odete Roitman, da novela Vale Tudo.

No dia 12 de outubro de 2018, a fake news bombou nas redes sociais, utilizando de forma torpe e deturpada a foto do acidente de Beatriz Segall em 2013. Desrespeitando a memória e a imagem de Beatriz, a postagem feita no Facebook trazia uma suposta denúncia, em caixa alta, com toda a pompa e falsidade do mundo: “ESTA SENHORA FOI AGREDIDA POR PETISTAS NA RUA QUANDO GRITOU BOLSONARO”.

 

Inacreditável, não? Mas é assim que as eleições 2018 estão funcionando para uma parte do eleitorado, que quer ganhar a disputa a qualquer custo. Com mentiras, ofensas, fake news, boatos e desrespeitando até uma pessoa que já morreu.