24 de setembro de 2018

Em uma campanha marcada por boatos e Fake News, as agências de checagem de fatos estão atentas às propostas dos candidatos à presidência. Em entrevista ao Canal Livre, da Band, Fernando Haddad, candidato à presidência pela coligação “O Povo Feliz de Novo”, afirmou que “quem paga mais impostos no Brasil, proporcionalmente, é o pobre”. O Truco, projeto de checagem da Agência Pública, foi conferir e disse que “Haddad acerta ao falar que pobres pagam mais impostos”.

O Plano de Governo de Haddad traz uma série de propostas para uma reforma tributária que torne o sistema mais igualitário. O Imposto de Renda Justo isentará quem ganha até 5 salários mínimos de pagar IR, e serão tributados lucros e dividendos.

Leia a reportagem do Truco:

“O Truco – projeto de checagem da Agência Pública – descobriu que a frase está correta. Estudos demonstram que os menos afortunados contribuem mais que os ricos.

No Brasil, existem dois tipos de tributos. Os diretos são aqueles que incidem sobre a renda. Se alguém ganha pouco, paga uma alíquota proporcional aos seus rendimentos – é o caso do Imposto de Renda”.

[…]

“Segundo o relatório ‘A distância que nos une’ da organização não governamental Oxfam, publicado em setembro de 2017, como o imposto indireto é o mesmo para todos os habitantes. Por isso, em comparação com a renda, os mais pobres pagam mais tributos que ricos”.

Confira a íntegra da matéria aqui