26 de novembro de 2019

Por Comitê Lula Livre

No 7° Mutirão Lula Livre, marcado para os dias 30 de novembro e 1º de dezembro, o primeiro após a libertação do ex-presidente do cárcere em Curitiba, comitês em todo o país organizam atividades com o objetivo de esclarecer a sociedade brasileira sobre a farsa montada pela Lava Jato e exigir a anulação dos processos contra Lula.

Em discurso após a liberação, o ex-presidente agradeceu as dezenas de comitês que estiveram na rua para defendê-lo. “Eu não tenho como pagar vocês, a não ser com gratidão”, disse. E completou: “agora a campanha Lula Livre tem que se transformar em uma coisa muito maior, porque o que nós queremos é a anulação da safadeza dos processos contra nós”.

Vitória parcial

Nos dias 7 e 8 de novembro de 2019, em decorrência de uma decisão do Supremo Tribunal Federal acerca das prisões em segunda instância, Lula finalmente pôde exercer um direito que a Constituição sempre garantiu para todos os brasileiros e brasileiros: o de defender-se em liberdade, graças a presunção de inocência.

Mas a vitória é parcial, pois Lula segue vítima de intensa perseguição judicial, já tendo sido ilegal e injustamente condenado em primeira instância em dois processos, e em segunda instância em um processo, resultando inclusive na cassação de seus direitos políticos.

Assim sendo, os comitês decidiram que enquanto persistir esta situação, a Campanha Lula Livre segue nas ruas.

Leia o manifesto da Campanha: Lula Livre: A luta continua!

Programação

Os primeiros grupos a divulgar suas atividades da sétima edição do mutirão foram o Comitê Artístico Lula Livre e Rede Potiguar de Comitês Lula Livre RN, ambos de Natal.

Dia 30 de Novembro, sábado, a partir de 12h, o grupo ocupa o Centro Histórico de Natal, no Beco da Lama, com a AÇÃO CULTURAL LULA LIVRE LULA INOCENTE, NO FESTIVAL PRATODOMUNDO. Os organizadores farão a banquinha do abaixo-assinado, exposição de Civone Medeiros, Bazar Lula Livre e Microfone Aberto.

Já no domingo, dia 01 de Dezembro, a partir das 14 horas, na Praça do Disco Voador, Ponta Negra, o grupo segue trabalhando para abaixo-assinado por #LulaInocente e exposição de materiais Lula Livre.