23 de outubro de 2018

A Globo decidiu cancelar o debate presidencial programado para a próxima sexta-feira (26/10) entre Fernando Haddad e Jair Bolsonaro.

A decisão da emissora foi tomada depois que a campanha de Bolsonaro enviou uma carta à Globo, relatando “limitações” do candidato em função de seu quadro médico.

Diante da desistência de Bolsonaro, a Globo optou por simplesmente cancelar a programação e por não entrevistar Haddad no horário programado para o debate – que iria das 22 horas às 23h40.

Em lugar de ter acesso às ideias dos presidenciáveis para o Brasil, ou ao menos de um deles – Haddad, que confirmou presença –, o cidadão brasileiro será premiado com a programação normal da emissora, com o “Globo Repórter” após a novela “Segundo Sol”. Isso na antevéspera da eleição.

Esta será a primeira vez, desde a volta das eleições diretas, sem debate presidencial no segundo turno (em 1994 e 1998 não houve segundo turno).

A pergunta que fica para o leitor é se a Globo:

a) Vai esperar novamente 50 anos para pedir desculpas ao povo brasileiro, como fez em relação a seu apoio à ditadura militar de 1964-1985; ou

b) Será engolida pelo império de Edir Macedo em um eventual governo de Bolsonaro?

Se você acredita que a Globo deva dar outra resposta à questão, e entrevistar Haddad na sexta-feira, dia 26/10, envie sua mensagem para a emissora nas redes sociais:

facebook.com/redeglobo

twitter.com/redeglobo

instagram.com/redeglobo

youtube.com/redeglobo