11 de julho de 2016

Em entrevista a Milton Neves, da Rádio Bandeirantes, o advogado Cristiano Zanin Martins apontou os erros e abusos da Lava Jato em relação ao ex-presidente Lula. Zanin esclareceu que Lula não tem medo de ser investigado nem julgado, mas tem direito, como todo cidadão, a um juízo isento, imparcial, o que não é o caso de Sergio Moro.

O advogado de Lula rebateu o procurador Deltan Dalagnol, chefe da Força Tarefa, que havia afirmado que Sergio Moro e os procuradores “jogam no mesmo time”.

Isso fere um princípio universal do Direito, pois o papel do Ministério Público e denunciar e o do juiz, julgar, sem tomar partido e levando em conta os argumentos da defesa. “Juiz e promotor não podem jogar no mesmo time”, disse o advogado de Lula.

Cristiano Zanin também destacou que os principais instrumentos legais utilizados pela Lava Jato para investigar desvios na Petrobrás foram criados durante o governo Lula.

Para ouvir a entrevista completa, realizada na manhã do último domingo (24), clique aqui