28 de maio de 2022

Ao longo dos 580 dias que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva permaneceu detido arbitrariamente na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PF), milhares de brasileiros demonstraram sua solidariedade. Muitos participaram da vigília na porta do prédio. Outros mandaram cartas. Muitas, mais de 25 mil no total.

Nesta terça, 31, a editora Boitempo lança em São Paulo o livro “Querido Lula”, que reúne 46 dessas cartas, selecionadas pela historiadora Maud Chirio, além de um caderno de imagens com fotos de diferentes objetos enviados ao ex-presidente e um prefácio escrito pelo rapper Emicida. O evento acontece no teatro Tuca, na PUC-SP, a partir das 19h.

No lançamento, as cartas serão lidas para Lula, por personalidades como Zélia Duncan, Maria Ribeiro, Cleo Pires, Monica Iozzi, Celso Frateschi, Grace Passô, Erika Hilton, Deborah Duboc, Leandro Santos (Mussum Alive), Camila Pitanga, Denise Fraga, Cida Moreira, Tulipa Ruiz, Cassia Damasceno, Preta Ferreira, Clara Bastos e Ana Rodrigues, entre outros. Alguns missivistas estarão presentes e lerão as próprias cartas.

Serviço
Lançamento do livro “Querido Lula: cartas a um presidente na prisão”
Data: 31 de maio, das 19h às 21h