12 de setembro de 2018

Nesta terça feira (11/09), a Editora Contracorrente lançou o livro “Luiz Inácio Luta da Silva: nós vimos uma prisão impossível”, coordenado por Esther Solano, Camilo Vannuchi e Aldo Zaiden.

Reunindo nomes como a candidata à vice-presidenta Manuela D’Ávila, a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, a filósofa Marcia Tiburi, os ex-ministros Gilberto Carvalho e Celso Amorim, a cineasta Tata Amaral, as psicanalistas Maria Rita Kehl e Amnéris Maroni, os jornalistas Juca Kfouri e Rosane Borges, e o jurista Antônio Carlos de Carvalho, o livro oferece um registro histórico e afetivo da prisão injusta de Lula, no dia 7 de abril.

Diversos pontos de vista, análises políticas e temporalidades se reúnem no livro para dar conta da complexidade e da importância histórica da prisão de Lula. Todos os autores e autoras estiveram em São Bernardo do Campo, no Sindicato dos Metalúrgicos, durante as 48 horas de cerco que antecederam a detenção de Lula ou visitaram o ex-presidente nos dias seguintes, em Curitiba.