06 de outubro de 2018

Seis de outubro é dia de celebrar a esperança. É dia de luta, de perseverança e de fé. Seis de outubro, o aniversário de Lula (que foi registrado no dia 27/10), é dia de lembrar que o Brasil é a terra de gente que ousa sonhar e, quando acorda, tem força e coragem de transformar o sonho em realidade.

É dia de lembrar do sonho que, sonhado junto, virou 36 milhões de pessoas fora da miséria, mulheres que se tornaram proprietárias da casa própria, e toda uma geração de crianças que, enfim, nasceu em um país livre da fome. Seis de outubro é dia de encher o peito com a certeza de que a vida pode ser melhor, e será, e depositar essa esperança na urna no domingo.

Neste sábado o ex-presidente Lula comemora 73 anos e atravessa, com coragem e perseverança exemplar, mais um dos desafios impostos àqueles que ousam lutar pelos que mais precisam. Alvo de uma perseguição injusta e cheia de vícios legais, Lula é mantido como preso político em Curitiba e teve impedido seus direitos de concorrer à presidência. Essa é uma denúncia a ser feita todos os dias, nas ruas e nas redes, e, no domingo, nas urnas, transformando a indignação em possibilidade de um Brasil que pode voltar a crescer e a sonhar.

Lula segue com a tranquilidade e a garra de quem manteve sempre uma conduta exemplar em 40 anos de vida pública. Hoje, faz um pedido: “Espero ganhar de presente no dia 7 de outubro o voto do povo brasileiro no Haddad para Presidente”.

Porque, para Lula, o presente maior é o povo com emprego, salário mínimo valorizado, hospital, saúde, escola, universidade, transporte de qualidade, água limpa, comida saudável e um sorriso no rosto. E Haddad é seu homem de confiança para continuar a missão de sua vida. Por isso, Lula é Haddad.

#VoteporLulaVote13