11 de setembro de 2020
Em março, o ex-presidente Lula se reuniu com o pai do ativista, em Genebra Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva saiu em defesa do jornalista Julian Assange, fundador do site Wikileaks. Em entrevista a uma emissora de TV russa, Lula condenou a possibilidade de extradição do ativista e afirmou o mundo deveria tratá-lo como herói.

“O Assange deveria ser tratado como herói por ter denunciado ao mundo as falcatruas do Departamento de Estado americano. Todos os países democráticos deveriam gritar por sua liberdade”, disse Lula.