22 de outubro de 2018

A pastora Anete Roese, da Igreja Evangélica Confissão Luterana no Brasil, visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta segunda-feira (22/10), em Curitiba (PR). A pastora relatou que o principal tema da conversa foi a escalada da violência.

A religiosa relatou: “Lula compartilhou comigo a sua preocupação com essa escalada da violência no Brasil, onde estamos vendo pessoas sendo perseguidas, assassinadas, por defender uma opinião política, e onde parece que os portões da violência estão se abrindo. É preciso ter a consciência iluminada para esta última semana antes das eleições para que possamos fazer uma opção que não leve o Brasil a uma avalanche de violência sem precedentes e que não sabemos onde vai parar”.

Segundo a pastora, o que cresce hoje no Brasil é uma violência que tem por trás um projeto político. “Então, é por essa razão que a gente precisa lutar por um projeto de paz, […] que é o caminho que segue o mandamento do amor”, explicou.

A líder religiosa ressaltou que Lula tem o entendimento de “que o ódio que se vê hoje na sociedade não é diretamente um ódio ao PT”, mas direcionado a grupos – mulheres, povos negros, LGTB’s – que um conjunto de pessoas acredita que não têm direito à dignidade. E que Lula teme muito pelas pessoas pobres do nosso país, mas continua forte porque entende que sua luta é em favor desses menos desfavorecidos.

A pastora deixou um recado de Lula para termos esperança e força para lutarmos até o último momento.