11 de novembro de 2014

O
ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de uma reunião
ampliada da executiva nacional da Central Única dos Trabalhadores, a
CUT, na manhã desta terça-feira (11). O tema central do encontro foi o
papel do movimento sindical nos próximos quatro anos.

Vagner
Freitas, presidente da CUT, falou do importante papel do movimento
sindical nas eleições, mas ressaltou que o maior desafio é criar
condições políticas para que as promessas de campanha sejam cumpridas.
“O movimento tem um papel fundamental de fazer pressão”, destacou Vagner
citando pautas importantes como as reformas política, agrária,
tributária e das comunicações. 

Lula
concordou que o apoio da CUT à reeleição de Dilma não significa perda
de autonomia, e é importante que os sindicatos tenham uma pauta clara
para os próximos anos. “O movimento sindical precisa sair do chão de
fábrica.” Para o ex-presidente, os sindicatos precisam representar o
trabalhador em todas as dimensões da vida e não apenas quando ele está
na fábrica. “Não podemos nos limitar à luta economicista. Precisamos
retomar a política.” O ex-presidente falou ainda da importância de
pensar no novo mercado de trabalho, no crescimento do setor de serviços,
nas novas demandas dos trabalhadores e em temas como a taxação dos
salários.