01 de novembro de 2019
Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva respondeu nesta quinta-feira (31) as falas do deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, em que o parlamentar defendeu a volta do AI-5.

“O Brasil precisa de mais democracia e não de menos”, afirmou Lula ao assessores José Chrispiniano e Ricardo Amaral, que visitaram o ex-presidente na prisão.

O Ato Institucional 5 foi uma das principais medidas de repressão da Ditadura e resultou no fechamento do Congresso e na perseguição a milhares de pessoas.

Durante a visita, Lula cobrou de Bolsonaro postura equivalente ao cargo que ocupa. “Bolsonaro tem que agir como presidente e respeitar o povo brasileiro. Ele não precisa concordar comigo, ele tem que respeitar democraticamente a opinião de todos”, afirmou o ex-presidente, preso político há 573 dias.