10 de junho de 2017

A crise econômica e a deterioração das condições de vida da parte mais pobre da população fez com que o Brasil voltasse a viver situações que já haviam sido erradicadas no país. Em discurso proferido neste sábado (10), em evento da posse da nova direção estadual do PT de São Paulo, o  ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apontou: “Voltou a ter criança (no Brasil) pedindo esmola, aumentou o número de pessoas dormindo na rua, passando pela feira com sacola vazia.”
 
Há alguns anos, não era assim. Para Lula, cabe ao PT mostrar que é o partido em condições de fazer a roda da economia voltar a girar e o povo a ter esperança. “Quem é mais pobre sabe a alegria que é sair do mercado com duas sacolas cheias e ainda parar no bar pra comer”, disse. “Nós sabemos como fazer a economia crescer, como criar emprego, como aumentar salário. Querem continuar atacando o PT? Podem continuar. O PT estará onde sempre esteve, fazendo o que sabe fazer: cuidar do povo”, completou o ex-presidente. 
 
Lula defendeu que é preciso vencer a crise para que toda a população do país saia ganhando com isso, sem que a sociedade nutra sentimentos de ódio dentro dela mesma, que não levam à construção de nenhum futuro melhor. E existe um partido que já se mostrou capaz de fazer o país crescer com menos ódio, mais esperança e justiça social: O PT.
 
“Nós não queremos que eles se dêem mal pro país ficar bem. Nós queremos acabar com o ódio pro país ficar bem”. Assim, no momento atual em que ganham espaço a desesperança e o empobrecimento das classes desfavorecidas, “o Brasil nunca precisou tanto do PT como agora”, disse Lula.
 
De acordo com o ex-presidente, “o Brasil está precisando que a gente seja mais feliz, que a gente brinque um pouco mais, que tenha mais esperança”. Ele afirmou que ataques e discursos de ódio que se colocam contra o PT terminaram por não beneficiar aqueles que os proferiram: “Os que transmitiram o ódio, durante todos esses anos, não estão colhendo Aécio, Serra, FHC… estão colhendo Bolsonaro”.
 
Por fim, o ex-presidente lembrou da importância das eleições legislativas e de se ter um Congresso Nacional formado por pessoas idôneas e comprometidas com democracia e justiça social. “Quando chegar na campanha, é preciso que o povo compreenda a importância de votar em bons deputados e senadores. Se não, não adianta nada”, disse Lula, lembrando o que os parlamentares que comandam o Congresso estão realizando neste momento. “Quando a gente chegar lá, a gente vai ter que desfazer tudo o que eles estão fazendo. Que, aliás, não é reforma (trabalhista e da Previdência), é destruição.”

Clique aqui para ver mais fotos do discurso de Lula na posse da nova direção do PT-SP.