16 de outubro de 2018

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, eleito presidente do Brasil por duas vezes (2003-2006 e 2007-2010) não faltou a debates no segundo turno.

É durante os debates na TV, especialmente no segundo turno, que o candidato defende as propostas que estão no seu programa de governo e expõe suas ideias. Também é durante o debate eleitoral que os presidenciáveis estarão frente a frente para dirigir diretamente suas críticas e questionamentos ao adversário. Lula não foge do debate, Haddad muito menos. Já o candidato Jair Bolsonaro…

Vale lembrar que entre as muitas injustiças cometidas contra Lula, mantido preso político em Curitiba há mais de seis meses,está a proibição de que ele participasse de debates, ainda como candidato à presidência. Contrariando determinação da ONU, que ordenou que o Estado brasileiro garantisse a Lula seu direito de ser candidato e de participar de entrevistas e debates, a Justiça brasileira não apenas impediu Lula de debater como impugnou sua candidatura.  Neste ano, Lula, ainda como candidato à presidência, foi impedido pela Justiça de participar dos debates eleitorais. À época, Lula escreveu: “A decisão de me excluir do debate entre os presidenciáveis viola o direito do povo brasileiro e também dos outros candidatos de discutir as propostas da minha candidatura e até de me criticarem olhando na minha frente, e eu tendo o direito de responder. A candidatura que lidera as pesquisas é impedida de debater com as demais suas propostas e ideias defendidas por milhões de brasileiros. […] O Brasil precisa debater seu futuro de forma democrática”.

Atenção! Espalhar boatos ou notícias falsas nas redes é crime previsto e tipificado pelo Código Penal e pelo Código Eleitoral

Então é bom tomar mais cuidado com aquela foto estranha que você repassa no WhatsApp, ou com aquele vídeo falso que você publica no Facebook, ou com aquele meme engraçadinho que você posta no Twitter. Isso deve ser feito para que você se proteja, para que o próximo seja respeitado e para que a nossa democracia seja valorizada e fortalecida.

Viu alguma fake news? Mande mensagem para o nosso WhatsApp antifake news: (11) 974 028 726.