24 de agosto de 2018

A campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou na noite dessa sexta-feira (24/08) a São Luis do Maranhão. Falando ao público, Fernando Haddad, vice-presidente na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva e seu porta-voz, voltou a defender a candidatura de Lula e reafirmou que o Brasil precisa respeitar a decisão da Organização das Nações Unidos (ONU), que determinou que Lula seja candidato à Presidência da República.

Sobre a determinação da ONU, Haddad afirmou que ela é obrigatória, uma vez que o Brasil é signatário do Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos da ONU e de seus protocolos Facultativos, que foram aprovados no Congresso Nacional e, portanto, têm força de lei. Essa lei exige que Lula seja candidato à presidência.

Haddad relembrou de quando foi Ministro da Educação. “Eu tive o prazer de vir com Lula para o Maranhão para inaugurar escolas técnicas, ampliar universidades. A gente vinha trazer notícia boa para o estudante, para o trabalhador. O povo só pede oportunidade de estudo e trabalho. E se você garantir isso, o Brasil decola”.

O porta-voz do ex-presidente disse que independentemente do que acontecerá nas próximas semanas, o compromisso com a candidatura de Lula deve continuar. “Nós não vamos arredar o pé até que Lula suba a rampa do Planalto de novo. Isso é compromisso com a soberania popular”.

No mesmo ato, a deputada Manuela D’Ávila também pediu aos apoiadores que percorram as ruas do estado levando as ideias do ex-presidente. Segundo ela, somente Lula será capaz de colocar o país no caminho do desenvolvimento outra vez. “Nós temos uma missão muito grande nos próximos 44 dias. Temos a obrigação de levar essa campanha para as ruas, porque o melhor presidente do Brasil está preso injustamente”, disse.

O atual governador e candidato a reeleição ao governo do Maranhão pelo PCdoB, Flávio Dino, lembrou que Lula tem 67% das intenções de voto no Estado. “O sentido dessa noite histórica é sermos porta-vozes da esperança, da igualdade. O povo do Maranhão sabe que o Lula solto é eleito no primeiro turno”.