04 de outubro de 2018

O Partido dos Trabalhadores denuncia o intolerável cerceamento aos direitos de Lula, que hoje foi impedido de receber a visita dos amigos Mino Carta e Fernando Morais.

Ambos foram barrados na sede da Polícia Federal em Curitiba a pretexto de que Lula não poderia receber jornalistas, pois está proibido de dar entrevistas por decisão arbitrária do Supremo Tribunal Federal.

O juiz da Vara de Execuções Penais, a quem competia liberar a entrada dos jornalistas para uma visita pessoal, simplesmente recusou-se a avaliar o caso hoje a situação, inviabilizando na prática a visita

A proibição de Lula dar entrevistas já configura a volta da censura, imposta pelo Judiciário da mesma forma que durante a ditadura militar.

Estender o veto a amigos pessoais de Lula, pela simples razão de serem jornalistas, é uma vingança mesquinha que expõe ainda mais a utilização do Judiciário para perseguir a maior liderança política do país.

Lula é inocente, é um preso político. A verdadeira justiça será feita pelo povo nas eleições de outubro.

Comissão Executiva Nacional do PT