22 de agosto de 2017

No último dia da passagem da caravana Lula Pelo Brasil pelo estado do Sergipe, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a falar de esperança, futuro, e sobre um Brasil possível. “A caravana se trata disso. Nós temos que dizer para cada homem, cada mulher, cada jovem, que temos condições de mudar o Brasil e que ele vai se transformar no que a gente quiser que ele seja”, afirmou.

Para ver as fotos do evento em alta resolução, acesse o Flickr do Instituto Lula

Em Aracaju, Lula foi recebido por estudantes de medicina beneficiários do ProUni. Jovens do sertão de Sergipe, que contrariando um destino marcado, conquistaram – graças aos governos Lula e Dilma – o direito de estudar e usar um jaleco branco. “Desses jovens que se formaram em medicina, o único agradecimento que eu quero é que eles não virem médicos mercenários. Que eles devolvam o aprendizado que tiveram por meio do estado brasileiro aos mais pobres, que precisam de atendimento e não tem”, disse o ex-presidente.

Durante o evento, Lula também foi surpreendido pela jovem Iva Mayara, que entregou simbolicamente seu cartão de beneficiária do Bolsa Família ao ex-presidente, depois de ter se formado pelo ProUni. “Os fazendeiros diziam que a gente estava dando esmola pro povo, que eles não iriam mais trabalhar. Vocês viram a moça contar o significado do bolsa família pra ela. Estávamos dando era esperança”, ressaltou Lula. E emendou: “ela não devolveu pro Temer porque ele não tem coragem de vir no meio do povo”.

No ato, promovido pela Frente Brasil Popular, o ex-presidente foi homenageado ainda pela tribo Xocó, que presenteou Lula com um cocar. De lá, Lula seguiu para almoçar em um assentamento do MST, na cidade de Japoatã.

Roteiro

Ainda nesta terça-feira (22), a caravana Lula Pelo Brasil parte para Alagoas, próximo destino da caravana Lula Pelo Brasil, que se encerra no Maranhão, em 5 de setembro.
 

Ouça o áudio do discurso do ex-presidente aqui.