14 de julho de 2021

Em entrevista concedida na manhã desta terça ao Jornal Gente, da rádio Bandeirantes, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou sobre a importância das alianças políticas e do perfil do vice, se ele decidir ser candidato. Lula lembrou também das afinidades que o ligavam a José de Alencar, seu vice-presidente entre 2003 e 2010, por quem tem profunda admiração.

Conhecer como vive o povo pobre desse país: essa é uma das principais características do possível vice. Além destas, o ex-presidente também elencou a proximidade de pensamento econômico, de visão social e a afinidade política. Lula desafiou: “Eu duvido que alguém consiga ter um vice da qualidade do Zé Alencar”.

Confira o trecho:

“As pessoas, quando julgam o PT, julgam às vezes por uma reunião do Diretório, e as pessoas não sabem o que significa o PT em qualquer cidade do interior desse pais. Então veja, a gente vai fazer aliança política sim. Quando eu escolhi o Zé Alencar, escolhi o Zé Alencar por causa de um discurso q ele fez em BH quando estava comemorando 50 anos de vida empresarial. Quando vi ele contar a historia de vida dele, eu falei: encontrei meu vice. Fui a Brasília, conversei com Alencar, pedi pra ele sair do PMDB, levei ele pro PL e ele foi meu vice. Eu duvido que alguém consiga ter um vice da qualidade que eu tive o Zé Alencar. Caráter 100%, ética 1000%, lealdade 800 mil por cento. Eu na verdade tenho que procurar alguém, se eu decidir ser candidato, primeiro que tenha afinidade política comigo. Eu não posso chamar um antagônico. Eu tenho que ter alguém que tenha afinidade comigo, que pense economicamente muito parecido comigo. Alguém que tenha uma visão social parecida comigo, alguém que tem que conhecer como é que vive o povo pobre desse país”.